quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

ESTAREMOS DE FÉRIAS POR ALGUNS DIAS...

terça-feira, 18 de dezembro de 2012

VOTOS DE NATAL


FELIZ NATAL.
FELIZ ANO NOVO.
QUE A LUZ DE JESUS ILUMINE SEUS DIAS.

terça-feira, 11 de dezembro de 2012

CHICO XAVIER: O Maior Brasileiro de Todos os tempos!




A uma só voz aclamemos quem o Brasil ama, Chico Xavier.

Ele venceu um concurso sobre o brasileiro mais importante.

Kardec, o sábio que mudou o modo de pensar do Ocidente sobre a vida após a morte, é festejado em 3 de outubro pelos espíritas. É que ele renasceu em 3.10.1804.
E, em 3.10.2012, num concurso promovido pelo SBT para determinar quem é o brasileiro mais importante de todos os tempos, Chico Xavier foi  foi o vencedor, com 71,4% dos votos. Assim, a data de 3 de outubro tornou-se ainda mais festiva para o espíritas e os milhões de simpatizantes do espiritismo. E isso nos traz à memória  o grande filósofo e escritor acadêmico francês Léon Denis que escreveu: " O espiritismo não é a religião do futuro, mas o futuro da toda religião."
Participaram deste concurso cem personalidades brasileiras de todas as áreas: política, ciência, religiões, filosofia, arte da arquitetura, literatura, jornalismo, música, poesia, e indivíduos do setor empresarial, esporte, etc. Eis alguns: Santos Dumont, irmã Dulce da Bahia, Princesa Isabel e Getúlio Vargas, Oscar Niemeyer, Edir Macedo, Airton Sena, Pelé, Fernando Henrique e Lula. Entre eles Juscelino Kubitschk e Getúlio Vargas, tendo cada um desses mais de um milhão de votos. A votação, pela internet e por celulares teve início em 11.7.2012. Conduziram o encerramento do concurso em 30.10 .2012, no SBT, os jornalistas Carlos Nascimento e Saulo Gomes.
Chico Xavier,o maior médium psicógrafo da história da Humanidade, psicografou 450 livros. tendo só o antigo curso primário, ele encantou e encanta os literatos com suas obras psicografadas de entidades que foram famosos escritores e poetas, como encantou e encanta os cientistas. E pode-se dizer a mesma coisa com relação às suas obras filosóficas e evangélicas, que representam um grande patrimônio cultural, que todos os intelectuais de todas as correntes religiosas, teosóficas e filosóficas aprimorando seus conhecimentos. E sobres essas obras de Emanuel e André Luiz, psicografadas por Chico debruçam-se sobre grandes pesos da da Filosofia, da ciência e da psicologia em busca de esclarecimento e luz para a aprofundamento de seus estudos. Aliás, além dessas obras, há também as emanadas do conhecido espírito Joana d'Ângelis pela psicografia de Divaldo Franco., as quais são também de grande importância para os profissionais dessas áreas e, principalmente, para os da área psicológica, Quanta riqueza cultural e científica nas obras espíritas! Lamento muitíssimo não as ter conhecido antes!
 A extraordinária vitória de Chico Xavier com 71,4% de votos, demonstra que ele é muito querido pelos brasileiros. E assim como se falando do papa, vem à tona a ideia da igreja, em se falando de Chico Xavier, vem também à tona a ideia do espiritismo. Dizendo de outro modo, se o papa é engrandecido, é engrandecida a igreja, e, igualmente, se é o Chico Xavier é engrandecido, "ipso facto", o espiritismo o é da mesma maneira, pois ele foi um espírito cristão verdadeiro. Realmente, Chico nos mostrou que ser espírita e cristão é a mesma coisa. 
E é por isto que nós, brasileiros, o amamos e, em alto e bom som, gritamos: Salve, Chico Xavier!
José Reis Chaves.


segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

Palavra de Aganara: Transporte espiritual.

Salve Deus.

FIM DO MUNDO: Chico Xavier.





Acerca do assunto, Chico Xavier também se pronunciou, nos trazendo tranquilidade e certeza de que nada de mal acontecerá, contrariando as profecias dos agoureiros:

"Respeito os estudos sobre o apocalipse, mas não tenho largueza de pensamento para interpretar o apocalipse com determinadas técnicos o interpretam e situam.
Mas, acima do próprio apocalipse eu creio na bondade eterna do Criador. que nos insuflou a vida imortal.
Então, acima de todos os apocalipses eu creio em Deus e na imortalidade humana e, essas duas realidades  preponderão em qualquer tempo da Humanidade. 

sábado, 1 de dezembro de 2012

Guerreiros da Luz - Parte I.wmv

RAMATIS: FIM DO MUNDO.

Nos próximos dias vamos falar do fim do mundo (enquanto temos mundo!rsrsrsr!) enquanto nós, seres humanos deixamos o mundo existir! E trarei o assunto na visão de vários Mestres e Iluminados, hoje, começamos com Ramatis.
Paz e luz em nossos corações.



Segundo Ramatis, o "fim do mundo" profetizado refere-se ao fim da humanidade cristã; será uma seleção m que se destaquem os "da direita" e "os da esquerda" do Cristo.Trata-se de uma promoção da Terra e sua humanidade; lembra o severo exame que, para os alunos relapsos e ociosos, representa terrível calamidade!
Mas, de modo algum vossa morada planetária sairá do rodopio em volta do Sol, onde também consiste em importante âncora do sistema. Após a operação cósmica, que lhe será de excelente benefício para a estrutura geofísica, deverá possuir maior equilíbrio, melhor circulação vital-energética na distribuição harmônica das correntes magnéticas, além de oferecer um ambiente psíquico já higienizado.

Trabalhadores da Luz: você é um?

Este texto me foi enviado via internet e não sei qual a autoria, mas, achei-o muito lindo e, por isto, decidi dividi-lo com vocês. Peço ao autor que me perdoe, mas, a lua é para ser partilhada e não escondida; entendo que, a pessoa que escreve um texto como este não tem vaidade nem egoísmo no coração.
O Texto fala sobre os Trabalhadores da Luz, e chama-os de Semente estelares.
Que Deus nos abençoe.


Os trabalhadores da Luz são almas que possuem o forte desejo interior de difundir luz (conhecimento, liberdade e amor) sobre a Terra. Sente isto como sua missão. Frequentemente veêm-se atraídos para a espiritualidade e par algum tipo de trabalho terapêutico. 
Por causa do seu profundo sentimento de missão os Trabalhadores da Luz sentem-se diferentes de outras pessoas. Ao experimentar diferentes espécie de obstáculos em seus caminhos, a vida os estimula a encontrar o seu próprio, único caminho. Os Trabalhadores da Luz quase sempre são indivíduos solitários que não de adaptam a estruturas sociais estabelecidas, trazem consigo a habilidade de alcançar o despertar espiritual mais rapidamente que outras pessoas. Eles levam sementes internas para um rápido despertar espiritual e, por causa disto parecem estar em uma via mais rápida do que a maioria das pessoas se assim o quiserem. Isto, mais uma vez, não é porque os trabalhadores da luz sejam de algum modo almas "melhores" ou "superiores". Porém são mais velhos que a maioria do que as almas encarnadas na Terra atualmente. Esta idade mais velha deve ser preferentemente entendida em termos de "experiência", mais do que "tempo". 
Os Trabalhadores da Luz alcançaram um estagio particular de iluminação, antes de encarnarem na Terra e começarem sua missão.Conscientemente escolheram estra envolvidos na "roda kármica da vida" e experimentar todas a s formas de confusão e ilusão que existem nela. 
Eles sentem a solidão e o sentimento de separação que a condição humana oferece e têm a sensação de não serem deste planeta. Acham os comportamentos e as motivações da sociedade ilógicas e intrigados, frequentemente relutam em se envolver em instituições sociais ( políticas, econômica, de saúde, etc.). Mesmo com pouca idade já conseguem discernir as atividades e objetivos ocultos de tais convenções com uma clareza incomum.

Palavra de AYSHA: Transporte espiritual.

Salve Deus.
Que o Divino Mestre nos guie hoje e sempre.
Muitas pessoas falam o que querem sobre Transporte Espiritual, a metade, tem vontade de fazer um transporte Espiritual; a outra metade acha que isto é invenção de certas pessoas. Uns invejam, outros, desdenham. De uma fora ou de outra, ambos estão equivocados. O Transporte Espiritual é uma condição natural do Ser Humano e todos, sem exceção tem esta experiência toda vez que adormecem, de dia ou de noite; pois o ser encarnado não é um corpo de tem um espírito;mas é um espírito que está preso em um corpo. E a natureza espiritual do ser encarnado sobrepõe à sua transitória condição de sem material. 
Os Transporte Espiritual é mecanismo utilizado pelo Criador para orientar, aliviar e propiciar aos encarnados um retorno momentâneo ou provisório ao Plano espiritual, Neste momento, recebemos orientações sobre oque estamos vivendo ou sobre o que vamos viver; reencontramos amigos e parentes desencarnados, recebemos soluções para problemas e até avisos acerca de perigos ou dificuldades.
Alguns encarnados se colocam à disposição para trabalhar em favor de outros seres, encarnados ou não e são recrutados pelo Mundo espiritual para os mais diversos trabalhos ou tarefas. Mas, a condição para ser um trabalhador nestas condições implica em vontade de servir e condição para enfrentar situações nem sempre agradáveis,
Todos se Transportam enquanto dormem ou mesmo por decorrência de uma doença. Isto é natural. Então ninguém deve invejar os que se dizem em condições de se transportar!
Quem não se lembra do que acontece pode ser por causa de bloqueios ou de decisão pessoal; porém ainda assim o resultado é benéfico pois o espírito se lembra de cada detalhe e age, muitas vezes, de acordo com o que recebeu durante o transporte.
Alguns transportes para trabalhos são tirados da lembrança como um "favor" divino pois talvez as lembranças dos acontecimentos nos difíceis e muitas vezes, desesperados serviços no Mundo Invisível seria insuportável para a mente e a emoção dos seres limitados pela ação da matéria. Lá, não há romance, as realidades são brutas e sem retoques. Nem todos  os  seres espirituais são luminosos e fluidicos, a maioria dos assistidos são bestializados. Isto sem falar dos sons, dos cheiros, das emanações!...
O importante é que a oração seja o preparo de toda a noite. O pedido de auxílio dos Mentores e a confiança em Jesus deve ser reafirmadas quando o sono começa a chegar: jamais sabemos onde iremos ao dormir.... embora, sempre sejamos acompanhados por algum Amigo Espiritual: jamais estamos sós!
Para quem pretende trabalhar é importante se colocar à disposição para servir; porém, sem qualquer engano, deve saber que, muitas vezes o desespero,a dor e a agonia continuam após o acordar e com a tempo é possível aprender a superá-los!
Há transportes que são proibidos de divulgação ( nem tudo se pode contar!), outras vezes é solicitado que se divulgue aos demais seres humanos, ainda que por isto haja julgamentos, críticas e desconfiança; outras vezes, tem-se liberdade para falar ou não sobre o que viu, ouviu ou presenciou.
O Transporte Espiritual não tem relação com Religião, é um fato natural, uma faculdade do espírito do ser humano. E tem pessoas que se aperfeiçoam tanto que vivem nos dois planos com muita naturalidade. Infelizmente não sou uma dessas... mas, progredir sempre é a meta! Esses se intitulam "voadores" e podem ser encontrados com suas experiências também aqui na internet. Por falar em experiência, o Transporte Espiritual já foi ( e é) motivo de pesquisa científica que comprovou a veracidade do fenômeno.
Também existe uma nuance que deve ser colocada sobre o assunto: muitas vezes, o ser transportado não tem percepção correta do que está presenciando no Plano Astral e pode ser enganado por seu entendimento, por sua desatenção ou por não entender corretamente os fatos: este é outro cuidado que se deve ter, além, é claro que pode ser usado por espíritos embusteiros ou brincalhões para transmitir fatos errados ou impossíveis. No Mundo invisível  ainda que em espírito ainda estamos com a limitação dos sentidos e sensações da carne!

Profecias, é possível mudá-las?


Nestes tempos que só se fala em fim do mundo é importante reflexões pois pode advir delas muitos ensinamentos sobre profecias     sobre aqueles que se dizem capazes de fazê-las.
O texto desta postagem foi extraído da "Rvista Cristã de Espiritismo", Editora Minuano, ano XII, Ed. 99, página 19.
                  




  MUDANDO AS PROFECIAS

As profecias são a percepção de acontecimentos que ocorrerão no futuro. Mas, será que eles são inevitáveis ou podemos mudar o destino?

Uma profecia é como uma hipótese, uma probabilidade, e não uma coisa certa e definitiva, pois, com nosso livre arbítrio ela pode ser alterada.
No Novo Testamento percebe-se um esforço dos autores para adaptarem alguns dos seus fatos às profecias do Velho Testamento.
O ciclonismo junguiano trata das coisas que acontecem ao mesmo tempo. Por exemplo: dois relógios marcando a mesma hora. Com as profecias ocorre o contrário, pois elas são a visão de fatos por um médium vidente (1 Samuel 9:9), os quais ocorrem um tempo diferente do momento em que elas são feitas. Dizendo de outro modo, as profecias são a percepção de acontecimentos que ocorrerão no futuro. Mas elas tem suas causas num tempo presente ou no passado trazido para o presente em que elas são proferidas.
E elas podem não se realizar ou se realizam de modo diferente, pois elas estão sujeitas à Lei da causa e efeito que funciona em consonância com este dito bíblico: " colhe-se o que se planta", que consta de todas as escrituras sagradas de todas as religiões. Mas, como ensina Pedro e outros  autores bíblicos, "uma boa ação encobre multidão de pecados" ( 1 Pedro 4:8). Esse ensino quer dizer que a prática do amor ou do bem faz um contrapeso com as nossas faltas que prejudicam o nosso semelhante e, por consequência, também a nós. Num determinado momento, pelas circunstâncias no presente um médium vidente (1 Samuel 9:9) o ou profeta pode ver os efeitos de sofrimento ou de recompensa provenientes dessas circunstâncias do presente. Mas elas podem ser suavizadas ou até anuladas totalmente dependendo, do comportamento de uma pessoa ou de um povo.Assim, pois, se o médium ou profeta vir a desdita de uma pessoa ou de um povo para o futuro, é porque esta pessoa ou povo, naquele momento presente, merece realmente o sofrimento ou a dor no futuro. Porém, pode acontecer o contrário: o médium ou profeta, presenciando as boas ações de um indivíduo ou povo, é levado a prever um futuro venturoso para tal indivíduo ou tal povo, o qual, porém, pode se modificar também.
Jesus, vedo a perversão dos judeus, seus contemporâneos, disse que  rainha de Sabá (do Sul) mais os habitantes de Nínive se levantariam ( isto é se reencarnariam, na época do juízo final) e condenariam aquela geração (Mateus 12:38 a 42; e Lucas, 11:29 a 32). Mas porque a misericórdia divina não cessa jamais, aquela geração má poderia regenerar-se com boas obras, enquanto não vier o Juízo Final, e mudar pois, o seu destino. Aliás, a reencarnação é para isto  mesmo e não há nada como um dia depois do outro!
No livro "Não será em 212, da médica espírita Marlene Nobre e de Geraldo Lemos, é dito que Chico Xavier fala de fatos que lembra o final dos tempos, não para 2012, mas para 2019, com ou sem guerra, dependendo da escolha ( livre-arbítrio) da humanidade, mas fala isto de forma comedido e sem determinismo.
E  Jesus, prudente e sabiamente, se recusou a profetizar quando seria o final dos tempos ( Mateus 21:27), dizendo que só Deus, o Pai, o sabia!
José Reis Chaves.

terça-feira, 13 de novembro de 2012

Palavras de Santo Agostinho: leia e reflita!





"Não é uma palavra que soa fora que consultamos a respeito de todas as coisas que compreendemos, mas a verdade que governa o próprio espírito interiormente...
Ora, aquele que assim consultamos é o próprio Mestre, a respeito do qual foi dito que habita no homem interior, o Cristo, isto é, a força imutável da Sabedoria eterna. Toda alma razoável consulta-o mas ele só se revela a cada um segundo sua capacidade e em razão de sua boa ou má vontade".
Santo Agostinho, De magistro,, XI,38.

PSICOGRAFIA- Escrita automática- saiba mais!

Paz e luz em nossos corações. 

Esta postagem é extraída do livro " A Nova Revelação", de Arthur Conan Doyle, p.126 a 128. O assunto é muito interessante e deve ser do conhecimento de todos os que se interessam por questões ligadas ao espiritismo e as práticas mediúnicas.

 ESCRITA AUTOMÁTICA.



Esta forma da mediunidade produz os melhores resultados, Entretanto, pela sua natureza, é suscetível de causar decepções. Escrevemos usando nós mesmos d nossas mãos , ou um poder estranho as dirige?
Só pela comunicação recebida podemos dize-lo e  mesmo assim temos que atribuir uma larga parte do resultado conseguido aos conhecimentos do nosso próprio subconsciente. talvez convenhamos mencionar aqui um caso que me parece inteiramente probante, pelo qual pode qualquer investigador verificar a toda evidência que as mensagens obtidas por essa maneira não provêm daquele que as escreve. esse caso é citado no recente livro Man is a Spirit (  O Homem é um espírito) de Mr. Arthur Hill, tendo dito chamar-se capitão James Burton o que serviu de intermediário para a comunicação. Creio ser este o mesmo médium (amador) por quem foram transmitidas as comunicações graças ás quais se pode determinar recentemente a posição das ruínas subterrâneas de  Gladstonburry. 
"Uma semana depois dos funerais de meu pai, refere-se burton, estava eu escrevendo uma carta  de negócios, quando me pareceu que alguma coisa se interpusera  entre minha mão e os centros motores do meu cérebro e aquela escreveu, de modo espantoso, uma carta a que apôs  a assinatura de meu pai, indicando que vinha dele. Fiquei completamente perturbado. Meu braço direito e todo este  lado do meu corpo se tornaram frios e dormentes . Durante uma no recebi essas cartas frequentemente e sempre quando menos esperava. Só as examinando com uma lente lograva inteirar-me do que continham. A caligrafia era microscópica. tratava de grande cópia de assuntos dos quais me era impossível estar a par.
Sem que o soubesse, minha mãe que residia longe de mim cerca de sessenta milhas, perdera um cão que ela muito estimava e que lhe fora dado por meu pai. Na mesma noite que isto acontecera recebi deste enviando pêsames à minha mãe e declarando que o cão agora estava com ele. " Tudo que amamos e que concorre para a nossa felicidade nesse mundo, disse, vem estar conosco aqui". Um fato ocorridos anos antes do meu nascimento e que só ele e minha mãe conheciam, a respeito do qual ambos guardavam absoluto sigilo, me foi então revelado com esta recomendação: Dize isto á tua mãe e ela saberá que sou eu, teu pai, quem escreve". Minha mãe, que até então, recusara acreditar na possibilidade do fenômeno, quando ouviu de mim o que fora comunicado, desmaiou. daí por diante as cartas se tornaram para ela  a maior consolação de sua vidam pois que ambos se amaram sempre, durante os quarenta anos que  viveram casados, tendo-lhe a morte do marido despedaçado o coração.
" pelo que me toca, estou tão convencido de que  continua a existir com sua personalidade original,  como se ainda se achasse a portas fechadas do seu gabinete de estudo. Ele não está mais morto do que estaria se vivesse  na América.
Comparei o estilo e o vocabulário de tais cartas com as de que uso quando escrevo, sendo que me tornei conhecido como colaborador de uma revista, e nenhum ponto de semelhança descobri entre uns e outros.'

desencarne de Conan Doyle.

Esta postagem encontra-se sob o título de "Desencarnação" e é o relato da morte de Sir Conan Doyle (sim, o criador de Shelorck Holmes!), que converteu-se ao Espiritismo.


" Na véspera de Natal, desceu para a sala de jantar em Windlesmam.  estava de bom humor, embora só houvesse chupado algumas uvas. O Dr. John Lamond, pastor presbiteriano, que havia algum tempo era seu companheiro de espiritismo e que tantas vezes o ouvira imitar o professor Challenger, via Conan Doyle rir-se ao contar uma visita que fizera a Barry, em Stanway Court.
Na primavera de 1930,parecia que sua saúde melhorara. Tudo se passava bem. Chega o verão. Ele continuava trabalhando, continuava escrevendo, ocupando-se com a grande correspondência. Quando passava do seu gabinete para o dormitório, caiu pesadamente no chão.  Ao mordomo que acudira, aflito, para ajudá-lo, ele disse calmamente:
- Não tem importância. Leve-me devagar. Que ninguém saiba disso, ouviu?
Não queria alarmar sua esposa Jean.
Aplicaram-lhe oxigênio. Do seu quarto Conan Doyle viu o amanhecer de um dia esplendoroso. Embora se sentisse muito fraco, quis levantar-se e sentar-se numa poltrona. Falava com dificuldade, mas ainda assim teve estas palavras para a esposa desvelada:
- " Devia-se cunhar uma medalha para você, com uma inscrição assim: Para a melhor das enfermeiras".
Eram quase oito e meia. Jean e Adrian ladeavam-no, segurndo-lhes as mãos com ternura. mais além se encontravam Denis, Lena Jean e Mumpty.
Ás oito e meia, Jean e Adrian sentirm nas mãos uma pressão relativamente forte. Conan Doyle se reanimou um instante e, embora sem fala, olhou um por um. Depois com a maior serenidade se reclinou e fechou os olhos para sempre.
Era 7 de julho, quando desencarnava Arthur Conan Doyle, em Crowborough ( Sussex).
Havia partido da Terra um dos espíritos mais nobres e valorosos que a humanidade tem conhecido. A ele se referiu assim um dos seus biógrafos honesto e fiel, apesar de ser contrário ao Espiritismo.
" Por cauda sa religião espírita, Conan Doyle deu seu coração, sua fortuna e, por último, sua vida. E num sentido espírita, referindo-se à influência que ele deixou atrás de si, podemos acrescentar apenas isto:
-Não escrevamos seu epitáfio: ele não morreu."

sexta-feira, 9 de novembro de 2012

Verdugo e vítima: Que linda história!!



O rio transbordava.
Aqui e ali na crista espumosa da corrente pesada, boiavam animais mortos ou deslizavam toras e ramarias.
Vazantes em torno davam expansão ao crescente lençol de massa barrenta.
Famílias inteiras abandonavam casebres, sob a chuva, carregando aves espantadiças, quando não estivessem puxando algum cavalo magro.
Quirino, o jovem barqueiro que vinte seis anos de sol havia enrijecido de todo, ruminava pelo sinistro.
Não longe, em casinhola fortificada, vivia Licurgo, conhecido usurário das redondezas.;
Todos o sabiam proprietário de uma pequena fortuna q eu montava guarda, vigilante.
Ninguém, porem, poderia avaliar-lhe a extensão, porque, sozinho, envelhecera e, sozinho atendia às próprias necessidades.
_ O velho- dizia Quirino de si para consigo- será atingido na certa. É a primeira vez que surge uma cheia como esta. Agarrados aos próprios haveres, será levado de roldão... E se as águas devem acabar com tudo, porque não me beneficiar? O homem já passou dos setenta... Morrerá a qualquer hora. Senão for hoje, será amanhã... E o dinheiro guardado? Não poderia servir para mim, que estou moço e com pleno direito ao futuro?...
O aguaceiro caia sempre, na tarde fria.
O rapaz, hesitante, bateu à porta da choupana molhada.
_"Seu" Licurgo! "Seu" Licurgo!...
E, ante o rosto assombrado do velhinho que assomara à janela, informou: 
_ Se o senhor não quer morrer, não demore. Mais um pouco de tempo as águas chegarão... e os vizinhos já se foram...
_ Não, não...- resmungou o proprietário- moro aqui há muitos anos. tenho confiança em Deus e no rio.. Não sairei.
_ venho fazer-lhe um favor...
- Agradeço, mas não sairei.
Tomado de criminosos impulso, o barqueiro empurrou a porta mal fechada e avançou sobre o velho, que procurou em vão reagir.
- Não me mate, assassino!
A voz rouquenha, contudo, silenciou nos dedos robustos do jovem.
Quirino largou para um lado o corpo amolecido, como traste inútil, arrebatou pequeno molhe de chaves do grande cinto e, em seguida varejou todos os escaninhos...
Gavetas abertas mostravam cédulas mofadas, moedas antigas  diamantes, sobretudo diamantes.
Enceguecido de ambição, o moço recolhe quanto acha.
A noite chuvosa descera completa...
Quirino toma os despojos da vítima em um cobertor e, em breves minutos, o cadáver mergulha no rio.
Logo após, volta à casa despovoada, recompõe e ambiente e afasta-se, enfim, carregando a fortuna.
Passado algum tempo, homicida não v~e que uma sombra se lhe esgueira à retaguarda.
É o espírito de Licurgo, que acompanha o tesouro.
Pressionado pelo remorso, o barqueiro abandona a região e instala-se em uma grande cidade, com pequena casa comercial, e casa-se procurando esquecer o próprio arrependimento mas, recebe  velho Licurgo, reencarnado, como seu primeiro filho...
Irmão X- " Luz no Lar".

O que é o passe.

Passe magnético e passe espiritual: você sabe a "diferença"?




"O passe é sempre, segundo a visão espírita, um procedimento fluídico-magnético, que tem como principal objetivo auxiliar a restauração do equilíbrio orgânico do paciente. Por orgânico, aqui entende-se, aqui, a estrutura completa do indivíduo, quando desencarnado, espírito e perispírito; quando encarnado, corpo físico, corpo etérico, perispírito e Espírito.
O passe pode ser aplicado por um espírito encarnado- pessoa viva- quanto por um espírito desencarnado, ou ainda pela ação conjunta de um encarnado e um desencarnado.
O passe em que age isoladamente apenas o elemento encarnado é muito raro, podendo considerá-lo mesmo como um caso  excepcional. As situações mais frequentes mais frequentes são, sem sombra de dúvida , ou aquela que o passista é um espírito desencarnado ou aquela outra em que se conjugam os esforços de um espírito encarnado e um outro desencarnado
Muitas vezes se utiliza a denominação de passe magnético para os casos em que o passista é um encarnado e, de passe espiritual, para o passe e que o passista é um espírito desencarnado. Não adotamos estas denominações, por entendermos, que em ambos os casos, consciente ou não, o magnetismo é sempre utilizado e também porque, de uma  de uma forma ou de outra, mesmo no passe executado isoladamente por um encarnado, tem-se presente a ação de um espírito que comanda, de fato, todo o processo, mesmo que seja o espírito do próprio passista. Estaremos, portanto, em qualquer situação, diante do passe espiritual e magnético.

Mensagens Espirituais.


Nosso sim à Mensagens psicografadas e às inspiradas. 



O que sai do indivíduo nele está porque nele entrou.

Nos meios cristãos não espíritas, reina muita confusão entre inspiração, intuição e psicografia. Intuição e inspiração são praticamente palavras sinônimas. Elas e a psicografia provêm de espíritos do bem e do mal (1 João 4:1)  através de pessoas médiuns ou dotadas de dons espirituais (1 Coríntios 2110). Não do Espírito Santo, que boa parte dos cristãos considera como sendo outro Deus, quando Ele, elos textos bíblicos originais, é uma espécie de coletivo dos espíritos humanos. "Nós somos templos dum espírito santo" ( e não do Espírito Santo). Essa é uma das escandalosas alterações da Bíblia. ( Para saber mais, recomendo meu livro " A face oculta das Religiões).
Alguns autores das mensagens bíblicas as escreveram por meio de informações ( Lucas 1: 1-4). Outros as escreveram por inspiração ou intuição e por psicografa, princialmente os profetas, que, como disse Kardec, são os médiuns bíblicos. Muito bem afirmou o saudoso escritor e pastor presbiteriano Neemias Marien que a Bíblia é um manual de psicografia do princípio ao fim. E muitos padres e bispos são espíritas por terem descoberto que são médiuns, mas continuam padres e bispos por conselho de seus mentores espirituais.
Vamos ver alguns exemplos de escrita de psicografia, que nem sempre são espíritas. Na mecânica, o médium fica inconsciente. Na semimecânica o médium ele vai tomando conhecimento do que está escrevendo. E há o psicógrafo intuitivo. Exemplo: um escritor escreve seus textos normalmente, mas de repente, vem uma ideia brilhante com a qual ele não contava e que enriquece o que escreve. A intuição e a inspiração são muito comuns entre escritores, poetas, filósofos, teólogos, músicos, pintores, oradores, cientistas e inventores. Daí que a maioria deles é espírita. E há psicógrafos que escrevem simultaneamente diferentes e em língua também diferentes, um om a mão direita e outro com a mão esquerda como também falam, simultaneamente sobre outro assunto diferente do que está escrevendo. Nestes casos há três espíritos se manifestando ao mesmo tempo. Um exemplo desse fenômeno é o médium William Strend. Há também os médiuns analfabetos psicógrafos e psicofônicos (em que o espírito não escreve, mas fala.) Izoldino Rezende, de Santa Luzia (MG), é um grande médium psicofônico analfabeto que é autor de vários livros psicofonados, entre eles o Best- seller "Planeta Terra em Transição". E existe a pnematografia ou escrita direta, quando o espírito não usa a mão do médium mas faz a escrita aparecer.. Na Bíblia temos um exemplo, em que aparecem uns dedos demão humana escrevendo numa parede do palácio do rei Baltazar (Daniel (5:5).
Muitos cristãos chamam as mensagens mediúnicas de locuções interiores, ou seja, do próprio indivíduo.  O Espiritismo chama este fenômeno de animismo. Mas, o que sai do indivíduo ´porque nele está, e se nele está, é porque nele entrou. Ademais são muitos os exemplos que a ciência mostra que não provêm mesmo do médium.
De fato há as mensagens psicografadas e inspiradas ou intuitivas, inclusive na Bíblia, as quais procedem de espíritos, mas não do Espírito de Deus! E embora eu respeite quem pensa diferentemente de mim, é superstição e muita presunção sustentar que uma comunicação mediúnica ou espiritual procede diretamente do próprio Espírito de Deus!

Texto de J. ReisChaves- Teósofo e biblista.

segunda-feira, 5 de novembro de 2012

Aspecto religioso da Espiritismo.




Paz e Luz.

 " O espiritismo forma um conjunto de ideias e ensinamentos compatíveis com todas as religiões. seus princípios fundamentais são a continuidade da personalidade humana e o poder da comunicações após a morte, fatos básicos que têm uma importância primordial no Bramanismo, Maometismo, Parsismo e Cristianismo. Além disto, o espiritismo se avantaja a estas religiões porque se dirige a todo mundo. Só existe uma escola com a qual é absolutamente irreconciliável: a escola do materialismo, que tem esgotado o mundo e é causa radical de todos os nossos infortúnios. A compreensão e aceitação do espiritismo são fatores essenciais para a salação da Humanidade; do contrário, cada vez cairá ela mais baixo dntro do campo utilitário e egoísta do Universo".
Perguntar-se-á por que as antigas religiões não salvam o mundo de sua degradação espiritual. Responderemos: todas intentaram fazê-lo, mas todas têm fracassado. As Igrejas que as representam degeneraram e se tornaram mundanas e materiais.Perderam todo contacto com a vida do espírito e contentaram em referir-se aos antigos e entregar-se a umas orações e culto externo `a base tão arrevesadas e incríveis teologias, que a inteligência honrada sente náusea só em pensar nelas. Ninguém há se mostrado tão céptico e incrédulo acerca das manifestações do espiritismo como o clero, não obstante ostentar uma crença que só se funda em fatos análogos aos nossos, ocorridos outrora; sua absoluta negativa em aceitar agora esses fatos da a medida da sinceridade de suas convicções.
Temos tentado demonstrar a existência de sinais matriais que os governantes da invisíveis Terra enviam  para satisfazer a procura de provas materiais exigidas pela mente da Humanidade atual. temos demonstrado, mesmo assim, que esses sinais acompanham mensagens espirituais semelhantes às que receberam as grandes figuras religiosas do mundo primitivo, renovando a fogueira de crenças que hoje está quase convertida em cinzas. Os homens haviam perdido o contato com as vastas forças que os rodeiam, e o Espiritismo, que e o maior movimento registrado desde há doi mil anos, vem salvar-nos dessa situação, dissipar as nuvens      que os envolvem e mostrar-lhes novos horizontes. Já brilha o sol da verdade no horizonte. dentre em pouco  vale também stará iluminado."
Do Livro " A Nova Revelação", de Arthur Conan Doyle


Religiões.: o que é na verdade?

Com acertos e desacertos, as religiões  caminham para fins certos.

Uma prova incontestável de que nenhuma Igreja é infalível.


As histórias das religiões estão cheias de assembleias, sínodos e concílios para correções e reformas doutrinárias. A igreja, e seus concílios ecumênicos, é um exemplo dessas correções no decorrer dos séculos, as quais nos demonstram, é óbvio que, anteriormente, haviam erros doutrinários em seus ensinos.
Foi, por um lado, erro que a Igreja ter-se aliado ao poder civil, no tempo de Constantino e Teodósio, mas, por outro lado, foi bom, pois ela se fortaleceu, e o cristianismo firmou-se como o monoteísmo sobre o politeísmo do Império Romano. As cruzadas foram ouro grande erro da Igreja, mas,com elas, o cristianismo se expandiu mais no Oriente Médio. E, lembrando que os protestantes tiveram sua Inquisição, ela certamente, ela foi o maior erro e mais grave pecado da Igreja. Como disse João paulo II por mais que se queira empurrar a Inquisição para debaixo do tapete, ela é uma página negra na História da Igreja.Mas ela se tornou também uma prova incontestável de que nenhuma Igreja é infalível, o que nos leva às seguintes perguntas. Será que todas as doutrinas dogmáticas estão realmente corretas, apesar de tanto os dogmatistas dizerem que os dogmas são intocáveis? Seriam intocáveis por sustentarem doutrinas realmente corretas, ou, simplesmente por sustentarem uma atitude orgulhosa de autoridades religiosas, que querem ser consideradas infalíveis? O tempo futuro nos dirá a verdade!
Fossem certas doutrinas dogmáticas responsáveis por um número maior de vítimas de torturas  das fogueiras inquisitoriais dentro de um período mais curto, o que seria mais traumático, e tais doutrinas, que custaram tantas vidas, não vingariam na Igreja. Mas aqui temos também um grande exemplo de que nenhuma religião pode dizer que foi inspirada por Deus, para sustentar a validade de suas doutrinas. E isto nos traz á baila um princípio da doutrina espírita, ou seja, a fé tem que ser raciocinada, e que Kardec sintetizou nesta frase: " " A fé só é inabalável, se ela puder enfrentar a razão, face a face, em qualquer época".
Nada de eu querer dizer que o fim justifica os meios, mas da História sempre podemos tirar exemplo do que é certo e do que é errado. Como se diz, o tempo é o maior mestre. E, apesar de todas as religiões estarem manchadas por seus erros, com o tempo, elas vão se libertando desses erros. Ademais, elas têm sempre o seu lado positivo, qual seja o de servir de uma espécie de freio para segurar o nosso carro que, infelizmente, somos sempre tentados a acelerá-lo pelos caminhos da porta larga das imperfeições.
E, assim, com seus acertos e desacertos inacreditáveis, todas as religiões estão caminhando para o bom termo, colaborando com todos nós, espíritos reencarnados, quem por ser infinita a misericórdia divina, teremos novas chances de voltarmos a este mundo para repararmos o nossos erros e continuarmos a nossa evolução em busca da perfeição semelhante à de Deus!
Texto de José Reis Chaves- Teósofo e biblista
jreischaves@gmail.com

sexta-feira, 19 de outubro de 2012

Acredite, se quiser: a violência está diminuindo!

Este assunto foi abordado na Revista "Superinteressante"- edição 237- março de 2007.





Em resposta ao veredito da ONU, que em relatório ambiental alertou:" Estamos caminhando para a destruição planetária. E ali consta o seguinte texto para confirmar esta afirmação de diminuição da violência no Planeta:
" Em paris, no século XVI uma forma popular de entretenimento era a "queima de gatos" na qual um gato vivo era amarrado e içado no palco e devagar baixado em uma fogueira. De acordo com o Historiador Norman Davis, "os espectadores, incluindo reis e rainhas se contorciam de dar gargalhadas, berrando de dor eram queimados." Por mais horríveis que os fatos de hoje em dia sejam, tal sadismo seria impensável na maior parte do mundo. E esse é só um exemplo da mais importante e subestimada tendência da nossa espécie: o declínio da violência. Crueldade como entretenimento popular, sacrifício humano para satisfazer a superstição, escravidão como forma de trabalho barato, tortura e mutilação como formas comuns de punição e homicídio como a comum forma de resolução de conflitos- todas essas eram características comuns da vida na maior parte da História humana. mas hoje elas são raras no Ocidente, menos comuns em outros lugares que costumavam ser e largamente condenadas quando ocorrem. Meu otimismo está na esperança de que o declínio da violência nos últimos séculos é um fenômeno real e continuará a acontecer!"- Steven Pincker- psicólogo da Universidade Harvard, autor de "  Como o cérebro funciona".

Profecias: é possível mudá-las?

                    Mudando as Profecias.


As Profecias são a percepção de acontecimentos que ocorrerão no futuro. Mas será que eles não inevitáveis ou podemos mudar o destino?

Uma profecia é como uma hipótese, uma possibilidade, e não uma coisa em que elas são feitas certa e definitiva, pois, por nosso livre- arbítrio ela pode ser alterada.
No Novo Testamento percebe-se um esforço dos autores para adaptarem alguns de seus fatos às profecias do Velho Testamento.
O sincronismo junguiano trata das coisas que acontecem o mesmo tempo. Por exemplo: dois relógios marcando a mesma hora. Com as profecias ocorre o contrário, pois elas são a visão de fatos por um médium vidente ( 1 Samuel 9:9), os quais ocorrem em um tempo diferente do momento em que elas são feitas. Dizendo de outro modo, as profecias são as percepção de acontecimento que ocorrerão no futuro. Mas elas têm suas causas num tempo presente ou num passado trazido para o presente em que elas são proferidas.
E elas podem não se realizar ou se realizam de modo diferente, pois elas são sujeitas à chamada Lei de Causa e Efeito, que funciona em consonância com este dito bíblico e universal:" Colhe-se o que se planta", que consta em todas as escrituras sagradas de todas a s religiões. Mas como ensina Pedro e outros autores bíblicos, " Uma boa ação encobre multidão de pecados' ( 1 Pedro 4:8). Esse ensino quer dizer que a prática do amor ou do bem faz um contrapeso com as nossas  faltas que prejudicam o nosso semelhante e, por consequência, também a nós. Num determinado momento, pelas circunstâncias no presente, um médium vidente ( 1 Samuel 9:9) ou profeta pode ver os efeitos de sofrimento ou recompensa provenientes dessa circunstâncias do presente. Mas elas poderão ser suavizadas ou até anuladas totalmente, dependendo do comportamento de uma pessoa ou de um povo. Assim, pois, se o médium ou profeta vir a desdita de uma pessoa ou de um povo para o futuro,´levado a prever um futuro venturoso para tal indivíduo ou tal povo, o qual, porém, pode se modificar também.
Jesus, vendo a perversão dos judeus, seus contemporâneos, disse que a Rainha de Sabá ( do Sul) mais os habitantes de Nínive se levantariam, ( isto ´, se reencarnariam, na época do Juízo Final), e condenariam aquela geração. ( Mateus 12:38 a 42; e Lucas 11:29-32). Mas porque  a misericórdia divina não cessa jamais, aquela geração má poderia regenerar-se com boas obras, enquanto não vier o Juízo Final, e mudar, pois, o seu destino. Aliás, a reencarnação é para isso mesmo, e não há como um dia após o outro!
No livro Não Será em 2012, da m´dica espírita Mrlene Nobre e de Geraldo Lemos, é dito que Chico Xavier fala de fatos que lembram o final dos tempos, não para 2012, mas para 2019, com ou sem guerra, dependendo da escolha ( livre arbítrio) da humanidade, mas fala isto de modo comedido e sem determinismo.
E Jesus, prudente e sabiamente, se recusou  profetizar quando sera o final dos tempos ( mateus 21:27) dizendo que só Deus, o Pai, sabia!
Texto de José Reis chaves, publicado na Revista cristã de Espiritismo.

LÚCIFER- Por Ramatis.





É inegável, que o tão temido Lúcifer da lenda católica deve sentir-se atualmente uma entidade " superfrustrada", após tão exaustivo comando no seu reino de tachos de azeite e ´água fervente e braseiro eterno! Em face do supremo sadismo e perversidade do Homem terreno, que através da bomba atômica destruiu 120.000 japoneses, em Hiroshima, ao mais espantoso inferno até agora imaginado, inclusive quanto ao efeito das bombas de Nepalm na sua fúria incendiária, o Diabo deve  ter desistido de sua tarefa sádica, envergonhado de sua ineficácia e impotência em atormentar os falidos pecadores no fogo fumarento do Inferno! Sm dúvida, pós tanta frustração e humilhação, além da precariedade do seu inferno anacrônico e incapacitado para atender e punir o número cada vez mais avultado de pecadores, que aumenta dia a dia, Lúcifer deve ter abandonado essa profissão tão primitiva e mesmo exaustiva, quedando-se num infeliz desajustado por toda a eternidade!

Mensagem de Luz para Hoje-I!



O  dia responde a surgem conforme você o que você pensa.
se você tem na mão uma foto antiga e julga terem sido os dias passados melhores do que os de agora, parece-lhe uma triste saudade. Por outro lado você se alegra ao considerar esta época melhor do que aquela. Portanto as sensações variam de conforme o seu direcionamento.
Também as sensações deste seu hoje surgem conforme você o vê.
tenha rande consideração por este dia. Faça dele o melhor que puder.
Admire-lhe as belezas e aproveite o que ele lhe puder dar.
Sinta prazer com este dia.
Fazer feliz o dia é obra de uma boa intenção.
Do livro " Paz todo dia", de Lourival Lopes.

Que  a luz Divina lhe ilumine, hoje e sempre.

Mensagem de Luz para hoje-II.





Este dia é muito importante pra você.
Veja-o assim. Com isso ele assume valor inusitado e mostra-se, em cheio, portador de oportunidades, oferecendo-lhes os meios para que o aproveite em tudo.
Não despreze o dia.
Se você o aprecia, ele devolve-lhe o melhor que pode. Se o despreza, ele por força de seu desprezo, esconde-lhe, a contragosto, os seus brilhos. Desprezar o dia é desprezar a si mesmo, e isso não é o que Deus quer de você.
Se para você o dia é bom, as bondades do dia chegam-lhe com força.
Do livro " Paz todo dia", de Lourival Lopes

Paz e luz em seu coração.

terça-feira, 9 de outubro de 2012

O direito dos animais.

Para ler e refletir!





Exite um livro que eu gosto muito e sempre recorro a ele para leituras e releituras, o autor chama-se Ricardo J.A Lins e pode ser contactado pelo e- mail: rjalins@ yahoo.com.br. Ali consta um precioso parecer sobre o direito dos animais, nossos irmão menores e, por isto tão carentes de proteção!

"Encontrei na Wikipedia o conteúdo que pretendia introduzir neste livro e por esse motivo, não tendo nada a acrescentar ou retirar, mantive o texto na íntegra para sensibilizar os leituras quanto a este tema que é de extrema importância para nosso progresso como seres humanos e na defesa do nosso planeta. E além disto, existem reconstituições de debates e filósofos que constituem o foco deste livro.( O AUTOR).
A defesa dos direitos dos animais, da libertação animal ou simplesmente abolicionismo constitui um movimento que luta contra qualquer uso de animais não humanos que o transformem em propriedade de seres humanos, ou sej, meios para fins humanos. É um movimento social radical que não se contenta em regular o uso "humanitário" de animais, mas que procura incluií-los numa mesma comunidade moral que os humanos, fornecendo os interesses násicos aos animais, protegendo da dor, por exemplo  dando a mesma consideração que os interesses humanos. A reivindicação é de que os animais não sejam propriedade ou "recusros naturais" nem legalmente nem moralmente justificáveis, pelo contrário deveriam ser considerados pessoas. Os defensores dos direitos animais advogam o veganismo como forma de abolir a exploração anima de forma dieta no dia-a -dia. 
O debate sobre o direito animais no século XX pode ser traçado no passado, na história dos primeiros filósofos. No século VI aC. Pitágoras, filósofo e matemático, já falava sobre respeito animal, pois acreditava na transmigração de almas. Aristóteles, escreveu no século IV aC, argumentando que os animais estavam distantes dos humanos na Grande Corrente do Ser ou escala natural. Alegando irracionalidade, concluia assim sendo os animais não teriam interesse próprio, existindo apenas para interesse dos Seres Humanos. No século XVII o filósofo francês René Descartes argumenta que animais não têm alma, logo não pensam e nao sentem dor. Sedo assim os maus tratos não eram errados. Contra isto, Jean- Jacques Roussou argumenta, no prefácio do seu Discurso sobre a Desigualdade (1754), que o seres humanos são animais embora ninguém "exima-se" de intelecto e liberdade. Entretanto, como animais são seres sencientes" eles deveram também participar do direito natural e que o homem é responsável no cumprimento de alguns deveres deles, especificamente "um tem o direito de não ser desnecessariamente maltratado pelo outro."
Também Voltaire respondeu a Descartes no seu Dicionário Filosófico:" Que ingenuidade, que pobreza de espírito, dizer que os animais são máquinas privadas de conhecimento e sentimento e pocdem sempre da mesma maneira, que nada aprendem, nada aperfeiçoam! Será porque falo que julgas que tenho sentimento, memória, ideias? Pois bem, calo-me. Vês-me entrar em casa aflito, procurar um papel com quietude, abrir a escrivaninha, onde me lembra ter guardado, encontrá-lo, lê-lo com alegria. Percebes que experimentei o sentimento de aflição e prazer, que tenho memória e conhecimento. Vê com os mesmos olhos esse cão que perdeu o amo e procura-o por toda a parte com ganidos dolorosos, entra em casa agitado, inquieto, desce sobe e vai de aposento em aposentoe enfim encontra no gabinete o ente amado, a quem manifesta a sua alegria pela ternura dos ladridos com saltos e carícias. Bárbaros agarram esse cão que tão prodigiosamente vence o homem em amizade, pregam-no em cima de uma mesa e dissecam-no vivo para mostrarem-te sua veias mesentéricas. Descobres nele todo os mesmos órgãos de sentimento de que te gabas. responde-me maquinista, teria a natureza entrosado neste animal todos os órgãos do sentimento sem objectivo algum? terá nervos para ser insensível? Não inquines a natureza tão impertinente contradição.
Um contemporâneo de Rousseau, o escritor escocês John Oswald, que morreu em 1793, no livro The Cry of Nature or an Appeal de Mercy e Justice on Behalf of the Pesecutd  Animals, argumenta que um Ser Humano é naturalmente equipado de sentimentos de misericórdia e compaixão. " Se cada Ser Humano tivesse que testemunhar a morte do animal que ele come", ele argumenta, "A dieta vegetariana seria bem mais popular." A divisão do trabalho no entanto, permite que o homem moderno coma carne sem passar pela experiência que Oswald chama de alerta para a sensibilidades naturais do Ser Humano, enquanto a brutalização do homem moderno faz dele um acomodado com essa falta de sensibilidade. Mais tarde, no século XVIII, um dos fundadores do utilitarismo moderno, o filósofo britânico Jeremy Bentham, argumenta que a dor do animal é tão real e moralmente relevante como a dor humano e que " talvez chegu um dia, o dia em que o restante da criação animal venha a adquirir os direitos os quais jamais poderiam ter sido privados, a não ser pela mão da tirania." Bentham argumenta ainda que a capacidade de sofrer e não a capacidade de raciocínio, deve ser a medida para como nós tratamos outros seres. Se a habilidade da razão fosse critério muitos Seres Humanos incluindo bebês e pessoas especiais teriam também que serem tratados como coisas, escrevendo o famoso trecho: " A questão não é eles pensam? Ou eles falam? A questão é: Eles sofrem".
No século XIX, Arthur Schopenhauer argumenta que os animais tem a mesma essência que os humanos, a despeito da falta da razão. Embora considere o vegetarianismo como boa causa, não o considera moralmente necessário e assim posiciona-es contra a vivisseção, como uma expansão da consideração moral para os animais. Sua crítica à ética Kantiana é uma vasta e frequente polêmica contra a exclusão dos animais em seu sistema moral, que pode ser exemplificada pela famosa frase: " Amaldiçoada toda a moralidade que não veja uma unidade essencial em todos os olhos que enxergam o sol".

ALLAN KARDEC: sucessor




Em 22 de dezembro de 1861, Allan Kardec recebeu uma comunicação particular dos Espíritos, em sua casa e tve a curiosidade de perguntar sobre quem seria seu sucessor. Para esta postagem, embora respeitando na íntegra a comunicação, vamos resguardar de reproduzir as indagações de Kardec  que à época tinha preocupação com o assunto uma vez que os adeptos da Nova Doutrina tinham a preocupação de que com o desencarne dele o Espiritismo seria extinto, por talvez não haver alguém para "lhe tomar as rédeas". Fazendo postar, apenas, as resposta do espírito comunicante, tentamos fazer a leitura mais fácil e agradável.

"Isto é rigorosamente exato- eis o que se nos permite dizer-te a mais.
Tens razão em afirmar que não és indispensável; só o és ao ver dos homens, porque era necessários que o trabalho de organização se concentrasse nas mãos de um só, para que houvesse unidade; não o és, porém, aos olhos de Deus. Foste escolhido e por isso é que te vês só; mas, não és, como, aliás, bem o sabes, a única entidade capaz de desempenhar essa missão. Se o seu desempenho se interrompesse por uma causa qualquer, não faltariam a Deus outros que te substituíssem. Assim, aconteça o que acontecer, o Espiritismo não periclitará.
Enquanto o trabalho de elaboração não estiver concluído, é, pois, necessário sejas o único em evidência: fazia-se míster uma bandeira em torno da qual pudessem as gentes agrupar-se. Era preciso que te considerassem indispensável, para que a obra que te sair das mãos tenha mais autoridade no presente e no futuro; era preciso mesmo qu temessem pelas consequências de tua partida.
Se aquele que te há de substituir fosse designado de antemão, a obra, ainda não acabada, poderia sofrer entraves; formar-se-iam contra ti oposições suscitadas pelo ciúme, discuti-lo-iam, antes que ele desse provas de si; os inimigos da Doutrina procurariam barrar-lhe o caminho, resultando daí cismas e separações. Ele, portanto, se revelará, quando chegar o momento.
Sua tarefa será assim facilitada, porque, como dizes, o caminho estará todo traçado; se ele daí se afastasse, perde-se-ia a si próprio, como já se perderam os que hão querido atravessar-se na estrada. A referida tarefa, porém, será mais penosa noutro sentido, visto que ele terá que sustentar lutas mais rudes. A ti te incumbes o encargo da concepção, a ele o da execução, pelo que terá que ser homem de energia e ação. Admira aqui a sabedoria de Deus na escolha de seus mandatários: tu possuis as qualidades que eram necessárias ao trabalho que tens que realizar da força do capitão que comanda um navio segundo as regras da Ciência. Exonerado do trabalho de criação da obra sob cujo peso teu corpo sucumbirá, ele terá mais liberdade para aplicar todas as suas faculdades ao desenvolvimento e à consolidação d edifício."
( A escolha do sucessor já está feita)
"Está, sem o estar, dado que o homem, dispondo do livre arbítrio, pode no último momento recuar diante da tarefa que ele próprio elegeu. É também indispensável que dê provas de si, de capacidade, d devotamento, de desinteresse e de abnegação. Se ele deixasse levar apenas pela ambição e pelo desejo de primar, seria certamente posto d lado."
" Sem dúvida, muitos spíritos terão essa missão, mas cada um na sua especialidade, para agir, pela sua posição, sobre tal ou tal parte na sociedade. Todos se revelarão por suas obras e nenhum por qualquer pretensão à supremacia.
Obras Póstuma- Allan Kardec


sexta-feira, 5 de outubro de 2012

Pajezinhos: Crianças que vêem espíritos: o que fazer?

Pajezinhos: Crianças que vêem espíritos: o que fazer?: Amores. Desejo que seu anjinho da guarda esteja bem juntinho de você nesta e em todas as horas! Eu conheço um menininho e uma meninin...

quinta-feira, 4 de outubro de 2012

William Crookes e as pesquisas com materializações do espírito Katie King

Fantasma, assombração, aparição, poltergeist... o que são?


Que a Paz de Cristo esteja com todos.





Muitas vezes vemos e ouvimos os espíritos pensando que são serem de carne e osso como nós. Muitos passam por nós em ruas e ocasiões com tanta naturalidade que, pensamos que é apenas mais um ser humano sobre a Terra. Infelizmente, alguns se apresentam com marcas, feridas e aspecto que mantém por força de sua a involução ou por estarem presos àquela dor ou pedra e isto é que tantas pessoas têm verdadeiro a se deparar com um ser desencarnado.
Mas, o que são estes seres?
 De que são formados? Porque aparecem e desaparecem com tanta facilidade? por que só são vistos por algumas pessoas?
" É por causa de perguntas sem respostas satisfatórias que doutrinas como o espiritismo fazem adeptos. Por dia, passam pela sede da Federação Espírita de São Paulo cerca de 9 mil pessoas. O entra-e-sai não é só de quem vê assombração- aliás, essa é uma minoria. Muitos chegam lá à procura de cura para uma doença ou desejam se comunicar com os mortos. para o espiritismo, não há dúvidas: espíritos existem e vivem em simbiose com pessoas de carne e osso, algumas vezes dando uma forcinha e outras tocando o terror.
Segundo a religião , existem vários mundos de diferentes estágios de evolução. Espíritos de Luz,, mais evoluídos, dificilmente são vistos vagando por aí- em geral, só os médiuns conseguem senti-los. Nós, pobres mortais estamos mais sujeitos a topar com um brincalhão- daqueles que gostam de assustar, fazer careta e atrapalhar o bom andamento da vida." Podemos ver esses espíritos zombeteiros principalmente em situações de desequilíbrio. Se aceitarmos vibratoriamente a sua condição, e isso acontece quando não estamos desprendidos do egoísmo, do orgulhos, das vaidades e o apego material, eles poderão nos acessar". diz Silvia Cristina Puglia, presidente da Federação espírita de São Paulo. O que vemos, explica ela, não é o espírito em si, mas seu perispírito- um meio-termo entre o corpo e a alma. " Temos mais condições de evr espíritos atrasados, que parecem carnais". para a doutrina, a comunicação só acontece por causa de uma troca do que Allan Kardec, o pai do espiritismo chamou de "fluido".
O protestante francês Hippolyte Léon Denizard Rivail ( 1804-1869), que mais atarde viria a adotar o nome " Allan Kardec", teve o primeiro "contato espiritual" aos 50 anos. Na época as festas francesas eram animadas pelos fenômenos das mesas girantes- as mesas giravam, pulavam, e respondiam a perguntas dando pancadas no chão. Dessas  de outras observações, Rivail chegou á conclusão da existência de um plano espiritual e reuniu suas ideias  em O LIVRO DOS ESPÍRITOS ( 1857).
Os espíritos revelaram a Kardec que a natureza material é uma coisa fluída, que tem o mesmo princípio da matéria densa, mas é mais sutil., afirma o físico espírita Alexandre Fontes da Fonseca, da USP. " Há hipótese tratando os fluídos como ondas eletromagnéticas."
Os fluídos seriam a base da explicação para a materialização de assombrações e fenômenos como as portas que abrem sozinhas, os copos que mexem e os ruídos inexplicáveis.
Revista Superinteressante-  Edição 237 mar/ 2007.

Caso se interesse, postei, anteriormente, hoje, um vídeo sobre a materialização de espíritos.

SEMPRE CHAMADOS





O CRISTÃO É CHAMADO A SERVIR
EM TODA A PARTE.
NA CASA DO SOFRIMENTO, 
MINISTRARÁ CONSOLAÇÃO.
NA FURNA DA IGNORÂNCIA, FARÁ
ESCLARECIMENTO.
NO NEVOEIRO DO DESALENTO, ABRIRÁ
PORTAS AO BOM ÂNIMO.
NO INFERNO DO ÓDIO MULTIPLICARÁ
BÊNÇÃOS DE AMOR.
NA PRAÇA DA MALDADE, DISPENSARÁ 
O BEM.
NO PALÁCIO DA JUSTIÇA, COLOCAR-SE-Á
NO LUGAR DO RÉU, A FIM DE
eXAMINAR OS ERROS DOS OUTROS.
EM TODOS OS ÂNGULOS DO CAMINHO,
ENCONTRAREMOS SUGESTÕES DO SENHOR,
DESAFIANDO-NOS A SERVIR.
( Do livro- Agenda Cristã)

Ramatis: sobre o massacre dos judeus.


Meus irmãos, que o Divino Mestre ilumine os nossos corações, hoje e sempre!
Muitas e muitas vezes nos revoltamos e não temos compreensão sobre os sofrimentos deste mundo; achamo-os cruéis, desnecessários ...mas, muitos, são benesses divinas para que a humanidade cumpra o plano divino da evolução. Vejamos como RAMATIS explica o massacre dos judeus pelos Nazistas:




Os judeus que foram massacrados naos campos de concentração dos nazistas foram espíritos que, sob o comando de Davi, nos tempos bíblicos, praticaram toda a sorte de crimes, rapinas e tropelias contra os povos pagãos, amonitas e moabitas. Eles retardaram o acesso espiritual desses povos ao destruir-lhes prematuramente os corpos que ainda lhes proporcionavam os ensejos de aprendizado espiritual na matéria. Os judeus então estigmatizaram-se a si próprios de derramamento iagnominioso dos sangues dos irmãos mais fracos e ignorantes, fazendo jus às correções cármicas futuras, que a Lei lhes impôs no decorrer de novas existências carnais. Assim, o bárbaro sofrimento que eles enfrentaram no trucidamento e nos fornos crematórios dos nazistas limpou-lhes as manchas do perispírito enfermiço, ensejando-lhes condições mais sedativas e agradáveis na vivência das próximas encarnações educativas. Sem este ao acontecimento purificador sob o guante dos nazistas, que em sua maioria foram espíritos vingativos daqueles mesmos pagãos amonitas e moabitas, trucidados pela hostes de Davi, os hebreus teria, ainda, que percorrer muitos milênios em marcha lenta e fatigante, através das sendas normais da ascensão humana.Graças ao recurso drástico e benéfico da Lei do Carma, que ajusta a "ação" a igual e idêntica "reação", os espíritos desses judeus aproximaram-se mais rapidamente de sua ventura espiritual, ante as dores e a purificação compulsória pela aparente maldade nazista nos campos de concentração. Sob a lei de que "semelhantes curam os semelhantes" e sem qualquer desforra ou punição divina eles apenas foram submetidos à terapêutica eficiente e renovadora, embora dolorosa, qu harmoniza fielmente o efeito á própria causa! Assim. na inconsciência da prática do mal, o espírito do homem aprende a consciência do próprio bem!...  

QUEM VÊ GENTE MORTA?





Existem muitos mitos acerca das pessoas que vêem pessoas já desencarnadas: dizem que são "ignorantes", loucos ou que estão endemoniados. Mas, uma pesquisa séria sobre o assunto e os milhares de estudos científicos que estão sendo realizados por todo o planeta tem servido para esclarecer o fenômeno e provar que os "videntes" fogem aos padrões apresentados pelos mitos.
Na Revista Super Interessante ( www.superinteressante.com.br), da Editora Abril, edição 27, de março de 2007, consta um interessante reportagem sobre o assunto, com texto de Aryane cararo, da qual destacamos um pequeno trecho:

" Primeiro mito: o de que pessoas que afirmam ver espíritos são malucas. Em boa parte dos casos, quem vive esse fenômeno são profissionais com ensino superior, pais e mães de famílias de classe média e alta,que mantêm a experiência em segredo e recorrem a dezenas de médicos para saber o que está acontecendo. Em 2005, o psiquiatra Alexander Moreira de Almeida, professor da Universidade Federal de Juiz de Fora e membro do Núcleo de Estudos de problemas Espirituais e Religiosos (NEPER) da USP, aplicou teste psicológico em 115 médiuns da capital paulista. A maioria deles era formada por pessoas que afirmavam incorporar espíritos, falar coisas que estão ditas por mortos, ter visões e ouvir vozes. Almeida descobriu que pessoas bem instruídas e ocupadas formavam a sua amostra: 46,5% tinham escolaridade superior e apenas 2,7% estavam desempregadas. "Esses dados mostram que não são pessoas desajustadas socialmente", diz. A maior revelação veio dos resultados do SQR( Self- Report Psychiatriac Screening Quetionnaire), um questionário aplicado para detectar transtornos mentais. Quanto mais respostas positivas, mais alta é a probabilidade de a pessoa ter um transtorno. "Em menos de 8% delas o resultado deu positivo, o que é muito pouco. Na população brasileira, esse índice fica entre 15% e 25%". Outra surpresa veio com o teste de escala de Adequação Social. O psiquiatra verificou que os médiuns que relatavam incorporar espíritos com uma frequência maior eram os mais ajustados socialmente e também aqueles que menos tinham sintomas de transtornos psiquiátricos.
 A notícia é um alívio para quem sofre a pressão de viver experiências mediúnicas e se pergunta o tempo todo onde está o limite entre a loucura e a sanidade. "Sou um cara cético. Até hoje m pergunto se o que vejo não é criação de minha cabeça", diz Maurício Casagrande," Quando as imagens ficaram mais frequentes achei que estava ficando esquizofrênico e fui procurar ajuda n medicina." Maurício chegou a dormir duas noites no Hospital São paulo vigiado por equipamentos de mapeamento cerebral,  a tomar ansiolíticos, que não o impediram de continuar acordando com presenças fantasmagóricas. Apesar das inúmeras tentativas, não se descobriu nenhum transtorno mental. "Até que um dia um médico falou para eu procurar um lado mais espiritual. Veja só: um médico falando isto!", diz ele.

Assim, meus queridos, descartada a hipótese da loucura; quando vemos ou temos qualquer contato com gente morta, não estamos endemoniados nem outras baboseiras relativas aos mitos criados pela ignorância humana, temos a resposta que estas  pessoas recebem este encargo, que na verdade vem da permissão divina, para ajudar outras pessoas. É o que vamos na atuação de grandes médiuns e outros que, anonimamente ajudam muitas pessoas, sem qualquer retorno financeiro, só pela prática da caridade.
A mediunidade é uma bênção e uma missão! Um dia a Ciência vai se render a este fato.

ESTADO DE GRAÇA... MAS, O QUE É "GRAÇA"?

RELATIVO À GRAÇA.








Poucas palavras na Teologia cristã são tão usadas ou tão pouco compreendidas quanto a palavra graça. Frequentemente ouvimos expressões tais como a graça de Deus e a graça de nosso Senhor Jesus Cristo. O que esta palavra quer dizer? Como funciona em nossas vidas? na teologia, um ar de mistério a circunda. Na verdade, é uma simples explicação do fluxo natural do processo criativo no indivíduo.
A palavra graça significa favor. Porque você é favorecido como filho de Deus? Simplesmente porque você é atividade de Deus se expressando como você. Por que sua mão é favorecida como uma parte do seu corpo? Porque é o seu corpo no lugar de suas mãos, criadas para permitir que o corpo leve adiante seus objetivos. assim, a mão não tem apenas força, mas também sentimento e ternura.
A vontade de deus é um outro termo religioso confuso. Enquanto pensamos sobre Deus bombardeando obstinadamente nossas vidas com atos caprichosos de limitação, não há muita esperança de que possamos compreender a ciência da oração. A vontade de Deus para você é o incessante desejo do criador de se realizar quão e como aquilo que Ele criou. Se não entender isto, pensará na graça como uma espécie de favoritismo que você solicita por intermédio da oração. Essa vontade ou intenção criativa é tão grande que, apesar do poder da palavra expressa, você poderia dizer do fundo do coração: "Quem dera eu estivesse morto!" e, no entanto continuar vivo. A vontade de Deus para você é tão intensa, tão contínua, que até mesmo penetra através de sua voluntariosa mente fechada.
A graça não é movimento especial na mente, ou uma atividade especial de Deus. É simplesmente uma explicação de como a mente funciona. A graça explica a incompatibilidade da ideia de Karma, o clico infindável de causa e efeito. É verdade que " Aquilo que você semear, isto também cifará". No entanto, o desejo de Deus de se expressar através de você  e como você é tão grande que você nunca ceifa completamente a safra dos erros, e sempre colhe mais bem do que semeia. Um pesquisador da medicina disse que o corpo tende para o lado da saúde. Este é o fator graça que está ausente do clássico conceito de Karma.
O elo perdido nos ensinamentos do Oriente é que nós não somos peregrinos solitários no caminho, tentando alcançar algo em Deus. Somos expressões dinâmicas de Deus, na busca de conhecer e liberar algo em nós mesmos. Podemos limitar o fluxo do bem mas sempre podemos conhecermos a verdade e sermos livres. 
Você não é uma criatura desprotegida, boiando à toa como uma rolha sobre os mares da vida, à mercê das tempestades do destino e circunstâncias. Você é a própria autovivência de Deus. Quando deseja crescer espiritualmente, foi Deus que primeiramente desejou isto em você.  Quando realiza um esforço extra em seu trabalho, é o ímpeto divino em você que está operando por seu intermédio. Você não simplesmente um objeto de Deus, que toma nota dos seus pecados e erros ou das suas boas ações, no seu imenso livro negro. Você é a atividade de Deus sendo expressada, amado com um amor eterno.
Vivendo num estado de graça é uma expressão que muitas vezes se usa para inferir que determinada pessoa ganhou o favorecimento de Deus. Pode ter sido criada para parecer que, por se filiar à igreja ou aceitar um específico clichê religioso você consegue algo especial... como conhecer alguém no City Hall, com quem combina-lhe "arranjar" bilhetes de estacionamento.
Viver num estado de graça pode significar nada mais nada menos que viver numa atenção disciplinada do fluxo divino. O fluxo de Deus é constante. Nossa experiência dele é que muda com a nossa consciência.
Isso não minimiza a lei universal na sequência e da consequência na experiência horizontal da vida estamos destinados a colher aquilo que semeamos,  mas temos a escolha de introduzir na consciência o fluxo vertical. Desse modo, num nível mais elevado de consciência,, somos colocados em liberdade. Ainda pagamos o preço mais em nível superior. É como acender a luz. A escuridão deixa de ser um fator.
A lei da consciência é inviolável. A consciência superior cura e  consciência inferior enfraquece. Entretanto, alguma coisa do infinito está sempre passando através e se tornando pare da sua consciência. Desse modo, o mais sórdido ou limitado dos pensamento é modificado pelo amor de Deus em você. A graça é como  viver numa casa com todas as portas e janelas bem fechadas.Invariavelmente há bastante ar entrando pelas frestas das portas e janelas,  de maneira que o oxigênio que você precisa é suprido.
A graça, como fator divino, atividade do amor de Deus está constantemente trabalhando para você. Não depende de nenhuma fé ou oração especial de sua parte. Como a flutuabilidade da água que sempre o manterá boiando mesmo quando você se esforça para afundar, a graça cumpre a lei divina o sustentando a despeito de você mesmo. 
Você não tem que merecê-la. Não é algo que chega apenas para os bons. Ela chega a todos da mesma maneira porque todos, da mesma maneira, são expressões de Deus. pela graça de Deus, um criminoso ainda é por ele amado, e ainda pode encontrar perdão e reabilitação definitiva, por intermédio de um amor que transcende a lei.
A graça é simplesmente uma faceta  maravilhosa da atividade de Deus em você. Não é algo para trabalhar ou desenvolver. Simplesmente é. É uma garantia, uma explicação do porque das coisas serem totalmente desesperadas, por que nunca recebemos a colheita completa dos erros que semeamos e por que sempre recebemos mais um pouco mais de bem do que merecemos.
  Certamente, devemos estar desejosos de aceitar a responsabilidade por tudo que se manifesta em nossas vidas. Mas não se atole na aceitação rígida e fatalística "trabalhar o seu Karma". A verdade pode libertá-lo.E quando você ouvir:" Ele se recuperou pela graça de Deus", lembre-se que isto não é uma ato especial de Deus para uma pessoa mas uma especialização do "Justo prazer" divino que vive em cada pessoa.
Existe um empuxão do universo para cima sempre buscando elevá-lo às alturas da sua natureza divina. É tão real e tão inexorável quanto a força da gravidade. O universo está chamando... você está ouvindo?
Do livro "O chamado do Universo", de Eric Butterworth
Ed. Nova Era, cap.4, p.49/53